Dias Vermelhos

zurzir

Compositor: Zurzir

Antiga União Soviética, China, El Salvador
Exemplos de uma triste história
Assombrada pelos gritos de lamento e dor
Fatos que a humanidade não enxerga e que
A mídia insiste em nao comentar
Rupturas que nos dao um rancor
Pois a lembrança de tais fatos calou-se na terra

Rios de sangue transbordaram
A inocência acabou
Não somos marionetas nem tão pouco vassalos
Contra a tirania que corrompe a verdade
A coragem triunfou

Neste ventre fecundo
Onde os crimes nao encontram fronteiras
Assim segue o domínio vermelho
Mascarando o terror a sua maneira
Seus castelos e sonhos, certamente um dia irão desabar
Então veremos a aurora dos tempos
Lançando ao vento uma esperança no ar

Rios de sangue transbordaram
A inocência acabou
Não somos marionetas nem tão pouco vassalos
Contra a tirania que corrompe a verdade
A coragem triunfou

Rios de sangue transbordaram
A inocência acabou
Não somos marionetas nem tão pouco vassalos
Contra a tirania que corrompe a verdade
A coragem triunfou

Neste ventre fecundo
Onde os crimes nao encontram fronteiras
Assim segue o dominio vermelho
Mascarando o terror a sua maneira
Seus castelos e sonhos, certamente um dia irao desabar
Então veremos a aurora dos tempos
Lançando ao vento uma esperança no ar

Rios de sangue transbordaram
A inocência acabou
Não somos marionetas nem tão pouco vassalos
Contra a tirania que corrompe a verdade
A coragem triunfou

Rios de sangue transbordaram
A inocência acabou
Não somos marionetas nem tão pouco vassalos
Contra a tirania que corrompe a verdade
A coragem triunfou

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital